Liderança é mais disposição do que posição

Quando pensamos nas pessoas que buscam treinamentos de formação de lideres, acabamos percebendo que muitos profissionais aguardam receberem um cargo de liderança e, aí sim, iniciam o seu desenvolvimento nessa área. No entanto, é importante reforçar que a liderança não está atrelada a uma posição, mas sim a capacidade que um indivíduo tem de influenciar as pessoas a sua volta, independente do cargo que ocupa. 

Um dos grandes estudiosos da liderança, John C. Maxwell, apresenta o conceito do Líder 360º, que é aquele que desenvolve a sua influência para todas as direções da empresa, ou seja, desenvolve a liderança não apenas com seus subordinados, mas também com seu superior e pares.

Pensando em subordinados, muitos podem achar que o fato de ocuparem uma posição de liderança já faz com que se tornem líderes, no entanto, esse á apenas o primeiro nível de influência, onde as pessoas te seguem porque elas têm quê.

Além deste, existem outros quatro níveis de influência. São eles:

  1. Autorização: as pessoas te seguem porque elas querem.
  2. Produção: as pessoas te seguem pelo o que você já fez pela empresa.
  3. Desenvolvimento: as pessoas te seguem pelo o que você já fez a elas.
  4. Identidade: as pessoas te seguem por quem você é e pelo que você representa.

Em qual dos níveis você se encontra hoje? As pessoas te seguem por qual motivo? Pela sua posição ou pelo que você já fez ou representa para elas?

Liderança é uma jornada que começa onde você está e não aonde você quer chegar. E para conseguir traçar uma jornada de sucesso e de forma sustentável, existem alguns princípios que o Líder 360º utiliza, segue abaixo: 

Princípios para liderar para cima

Princípio 1: Lidere você mesmo.

Como você é visto hoje pelo seu chefe, como alguém que toma o tempo e a energia dele ou alguém que maximiza as oportunidades e potencializa seus pontos fortes? Aprenda a autogerenciar suas emoções, tempo, energia, pensamentos, palavras e também a sua vida pessoal. Tudo isso irá refletir diretamente no resultado do seu trabalho.

Princípio 2: Alivie a carga do seu chefe.

Faça seu trabalho direito, mostrando gratidão por fazer parte da equipe. Quando achar um problema, provenha com uma solução. Pergunte ao seu líder como você pode aliviar a carga dele e aprenda a dizer o que ele PRECISA ouvir e não o que ele QUER ouvir. Isso fará com que ele também se desenvolva.

Princípio 3: Faça o que os outros não querem.

Assuma os trabalhos desagradáveis, seja o primeiro a oferecer ajuda. A chave é estar disposto a fazer algo porque é importante, e não porque você será notado. Sempre busque fazer mais do que o esperado, mesmo que aquela tarefa não seja sua obrigação.

Princípio 4: Invista na relação com seu líder.

Entenda a personalidade do seu líder, afinal todos nós temos pontos fortes e fracos. Conecte-se com os interesses do seu líder e apoie a visão de futuro dele. Nunca faça nada que possa quebrar a confiança que ele tem em você.

Princípio 5: Esteja preparado.

Estude, traga coisas novas para a mesa. Dê retorno aos investimentos do seu chefe. Se um dia deseja estar em outra posição, busque agora os conhecimentos, habilidades e atitudes que serão necessários para o novo cargo.

Princípios para liderar para o lado

Princípio 1: Complete ao invés de competir.

Se o seu objetivo for acabar com seus iguais, então você nunca será capaz de liderar através deles. Tenha sempre em mente que vocês estão no mesmo barco, afinal trabalham para a mesma empresa. Direcione o espírito competitivo para seus concorrentes.

Princípio 2: Seja amigo.

Esteja disponível, aprenda a ouvir. Encontre pontos em comum dentro e fora do trabalho. Fale a verdade, sempre. Tenha senso de humor, isso faz muita diferença na construção de relacionamentos.

Princípio 3: Evite ser político.

A maioria dos políticos muda a posição sobre os problemas dependendo do grupo com quem estão falando. Olhe para todos os lados do problema e apoie quem está certo e não quem é popular. Não se envolva em fofocas, diga o que você quer e represente o que você diz.

Princípio 4: Deixe que a melhor ideia vença.

Aprenda a ouvir todas as ideias. Proteja as pessoas criativas e suas ideias. Não toma as rejeições para o lado pessoal. Quando você pensa em nossa ideia, ao invés de minha ou sua ideia, você está provavelmente no caminho certo para ajudar a equipe a vencer.

Princípio 5: Não finja que você é perfeito.

Admita seus erros e aprenda a pedir desculpas se magoou alguém. Esteja aberto para aprender com os outros, peça conselhos e coloque de lado seu orgulho e pretensão.

Princípios para liderar para baixo

Princípio 1: Ande com eles.

Passe tempo com as pessoas, mostre que você se preocupa. Crie um balanço saudável entre interesses pessoais e profissionais, cuide das pessoas e elas irão cuidar do negócio.

Princípio 2: Veja todos como funcionários nota 10.

Veja seus liderados como em quem eles podem se tornar. Encontre-os fazendo coisas certas e dê a eles crédito através do reconhecimento. Seja grato pelo trabalho que executam.

Princípio 3: Desenvolva os membros da sua equipe.

Lidere diferentemente cada um. Descubra seus sonhos e desejos. Veja o desenvolvimento como um processo de longo prazo, mas que vale a pena ser feito. Esteja pronto para ter conversas difíceis e celebre as conquistas. Prepare a equipe para liderar.

Princípio 4: Coloque as pessoas no lugar certo.

Descubra o verdadeiro ponto forte de cada um e dê a eles o trabalho certo. Identifique as habilidades que vão precisa e providencie o treinamento. Não adianta termos o melhor jogador na quadra, se ele estiver na posição errada.

 Princípio 5: Transfira a Visão.

Mostre a eles o passado, presente e futuro da organização. Estabeleça metas e desafios. Seja apaixonado pelo que faz, pois sem paixão a visão é intransferível.

 Entendemos a liderança como um processo que se inicia muito antes da pessoa assumir a posição e, além de tudo, um processo que não tem fim, afinal, um grande líder busca constantemente novas formas de se desenvolver e de desenvolver quem está a sua volta. Liderança é mais disposição do que posição. Então eu pergunto, o quanto você está disposto a se tornar um líder extraordinário?

 Sobre a autora:

Veronica Ahrens é sócia da Crescimentum, pós-Graduada em Administração com ênfase em Gestão de Pessoas pela FGV. Certificada pela Universidade de Toronto nas áreas de Gestão de Recursos Humanos e Treinamento e Desenvolvimento. Trainer pela Sociedade Brasileira de PNL. Tem Certificado Internacional em Coaching pelo ICI. Professora convidada pela Universidade Gama Filho nas áreas de Gestão e Liderança. Formada em Educação Física pela USP.

Sobre Crescimentum

A Crescimentum começou seus trabalhos com foco em Coaching de executivos e logo agregou uma área focada em treinamento para líderes de empresas. Combinando o Coaching individual com o treinamento formal, tornou-se rapidamente referência no trabalho de formar e desenvolver líderes. O grande diferencial da Crescimentum está na sua equipe, que agrega profissionais com experiências e formações diversas. A equipe é composta por ex-executivos do mercado e também por profissionais com larga experiência na área de Recursos Humanos. Isso faz com que o resultado do trabalho tenha, ao mesmo tempo, embasamento técnico e prático.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s